Arquivo para abril \25\UTC 2009

Varal é óbvio!

Todas às sextas teremos um fotógrafo diferente de diversas épocas. Hoje começaremos com Josef Koudelka. Bom final de semana!

Anúncios

Nota!

Por Elizânio Silva

Em virtude do post publicado ontem em nosso blog, que tratava da discussão dos ministros do STF, Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, o É ÓBVIO foi citado no site “perolas do judiciário”. Lá vocês encontrarão mais oipniões a respeito desse episódio que marcou a história do judiciário brasileiro.

Para os que quiserem acessar, aí vai o endereço: www.perolasdojudiciario.com.br

Um abraço!

Bate-boca histórico!

Por Elizânio Silva

O bate-boca entre os ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, ambos membros do Supremo Tribunal Federal, deu margem para uma crise nunca vista na história do tribunal. Após encerrada a sessão em que se discutia a decisão que tirou os funcionários de cartórios no Paraná do regime de previdência do Estado, oito ministros se reuniram no gabinete de Gilmar Mendes, presidente do tribunal, e discutiram uma possível punição ao ministro Joaquim Barbosa, mas preferiram divulgar uma nota em apoio a Mendes.

Durante a discussão, o ministro Joaquim Barbosa afirmou que Gilmar Mendes está destruindo a imagem do judiciário. “Vossa Excelência está destruindo a imagem da justiça nesse país”. E sugeriu. “Saía à rua Ministro Gilmar, saía à rua”. Gilmar Mendes afirmou que está na rua, mas, furioso o Ministro Joaquim Barbosa afirmou. “Vossa Excelência não está na rua, vossa excelência está na mídia, destruindo a imagem do judiciário brasileiro”.

Sem dúvida os ânimos estavam exaltados durante a sessão de ontem do STF, porém o Ministro Joaquim Barbosa disse tudo aquilo que estava entalado na garganta de parte da sociedade brasileira. Gilmar Mendes não representa bem o judiciário brasileiro, seu jeito arrogante e de poucos amigos, fazem mau a credibilidade do judiciário. 

Bons tempos aqueles em que a Ministra Ellen Gracie comandava o judiciário. Sua finesse e elegância, impunham respeito ao judiciário brasileiro. Elevavam a credibilidade da justiça no Brasil e permitia uma aproximação da sociedade e do judiciário. Quem sabe no futuro, não voltemos a ter alguém do nível e estirpe da saudosa ministra.

Charge – Néo

129_1533-neo

STF adia julgamento de recurso contra diploma

FENAJ

Inicialmente incluído para entrar na pauta do Supremo Tribunal Federal na sessão desta quarta-feira (1º/04), o julgamento do Recurso Extraordinário RE 511961, que questiona a exigência de diploma em Jornalismo como requisito para o exercício da profissão, foi adiado. Para a FENAJ o adiamento foi positivo. A Executiva da entidade e a Coordenação da Campanha em Defesa do Diploma vão se reunir para traçar novas estratégias de continuidade do movimento.

Dirigentes sindicais acompanharam os trabalhos no Plenário do STF. Mas no credenciamento tiveram que retirar bottons e adesivos. O Presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Maurício Azedo, também acompanhou a sessão, que começou com o julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 130, que pede a extinção da Lei de Imprensa. A continuidade do julgamento desta ação será no dia 15 de abril.

Às 16h45 desta quarta-feira a coordenação do movimento foi informada que, a pedido do presidente do Supremo Tribunal Federal e relator do RE 511961, ministro Gilmar Mendes, o advogado que representa a FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo na ação foi oficialmente comunicado da retirada do tema da pauta. Não foi divulgada nova data para julgamento do recurso contra o diploma.

Para o presidente da FENAJ, Sérgio Murillo de Andrade, o adiamento do julgamento do recurso contra o diploma é um sinal de que a forte mobilização dos apoiadores do diploma está revertendo o “clima do já ganhou” alardeado por empresários contrários a esta exigência para o exercício profissional do Jornalismo. “Mais uma vez os jornalistas, professores, estudantes e representantes da sociedade deram provas de capacidade de mobilização e combatividade em defesa do direito dos cidadãos à informação com qualidade”, disse.

Murillo considera que as manifestações públicas que estão ocorrendo são no sentido de que o impasse hoje existente se resolva definitivamente. “Com o apoio crescente da sociedade, este movimento vai continuar nos próximos dias. E quando for marcada nova data para o julgamento do recurso a mobilização vai ser muito maior”, acredita.

A data da reunião da Executiva da FENAJ e da Coordenação da Campanha em Defesa do Diploma para definir novas orientações sobre esta luta ainda não está definida.

Célebre frase!

Por Elizânio Silva

O Senador Mão Santa (PMDB-PI), é conhecido por seus discursos duros e muitas vezes hilários. Durante sessão realizada ontem no Senado, Mão Santa soltou mais uma de suas célebres frases. Após ouvir o senador Antonio Carlos Junior, filho de falecido ACM, que criticava duramente a gestão  do governador baiano Jacques Wagner, Mão Santa afirmou de maneira profética: “Deus fez o homem, mas a Bahia é obra de Antonio Carlos”. Alguns senadores na resistiram e caíram na risada.

Aumento de vereadores

Por Elizânio Silva

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, aprovou ontem o projeto que prevê o aumento do número de vereadores em todo o país. O relatório aprovado, na prática, obriga a Câmara a promulgar o projeto.

Com a aprovação do projeto, os atuais 51. 748 passam a ser 59.791 o que representaria um aumento nos gastos públicos para a manutenção de novos parlamentares.

Na região, sobretudo em Sâo José, a medida deve agradar vários vereadores que foram barrados nas últimas eleições. No entanto, um acordo firmado entre Câmara e Senado, deve adiar a votação da matéria no plenário da Câmara, até que o Senado analise o limite de gastos nas Câmara Municipais.