Arquivo para julho \31\UTC 2010

Playboy

Por Elizânio Silva

A edição mais esperada dos últimos tempos da Playboy chega às bancas na próxima semana, para comemorar os 35 anos da revista atiz Cléo Pires foi a escolhida para o ensaio fotográfico. São mais de 50 páginas de fotos da bela atriz, filha do cantor Fábio Junior com a também atriz Glória Pires.

Cléo, que tem 27 anos e preserva o corpão, pediu para que não fosse usado photoshop em suas fotos, quer mostrar como realmente é o seu corpo.

A edição especial da revista traz ainda outra novidade, serão duas capas diferentes com fotos de dois fotógrafos. A capa mais colorida foi clicada por Bob Wolfenson, já a mais clássica com o fundo branco pelo Jacques Dequeker.

Veja abaixo uma amostra das duas capas.

Anúncios

90 mil acessos!

A equipe do É ÓBVIO continua em festa. Alcançamos uma marca extremamente importante para nossa história, registramos o acesso de número 90 mil.

Somos gratos por mais essa marca e devemos isso aos nossos leitores, colaboradores, críticos e incentivadores.

Continuem conosco, pois vocês fazem parte da nossa história.

Abraços. Equipe É ÓBVIO!!!

Propagandas inesquecíveis!

Por Douglas Yoshida

22 de julho de 2010. Manhã.

No café da manhã você já percebeu que sempre escolhe a mesma marca de margarina, pão de forma, leite, etc e tal? Por que iria trocar de marca sendo que gosto da “minha”? Assista as próximas propagandas e veja se na próxima vez que for ao supermercado não pense duas vezes em inovar nos produtos.

MARGARINA ALL DAY

♫♪”Oh happy day, oh happy day

Oh happy day, oh happy day

When Jesus washed…”♫♪

LEITE PARMALAT – MAMÍFEROS

Os mais novos não vivenciaram o boom dessa propaganda. Foi um fênomeno de vendas onde as pessoas tinham que juntar códigos de barra do leite Parmalat + XX reais para trocar por um bicho de pelúcia, os mamíferos. Só que a procura era tão grande que as donas de casa e meninas disputavam a tapa quando os bichinhos chegavam nos pontos de troca. Tinha porquinho, gambá, elefante, leão, cachorro, gato, panda, urso, foca…Lembro-me que esses mamíferos viraram tema para festas de crianças, fantasias e toda mãe queria ter uma foto do filho (a) vestido de animalzinho para recordação.

LEITE PARMALAT – MAMÍFEROS CRESCIDOS)

GUARANÁ ANTARCTICA – PIPOCA COM GUARANÁ

EMBRATEL – DDD

CHOCOLATE LAKA

MARGARINA QUALLY

BOMBRIL

Afinal, você compra palha de aço ou bombril? rs

Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprova PEC dos Jornalistas

Criada na Câmara para analisar as propostas de emenda constitucional que resgatam a exigência do diploma, a Comissão Especial aprovou por unanimidade o relatório do deputado Hugo Leal (PSC-RJ) favorável à obrigatoriedade de formação superior específica para o exercício da profissão de jornalista. Agora a matéria precisa ser debatida e aprovada pelo plenário da Câmara dos Deputados. No período eleitoral a Câmara trabalha sob regime especial. Já estão agendados dois esforços concentrados nas primeiras semanas de agosto e setembro.

Como se trata de matéria polêmica, que o Supremo Tribunal Federal equivocadamente considerou inconstitucional, o deputado Hugo Leal, relator da matéria, apresentou um substitutivo que pretende deixar claro que não há conflito algum entre a exigência do diploma e o princípio constitucional da liberdade de expressão e opinião. O substitutivo acrescenta um parágrafo ao artigo 220 da Constituição, que ficou com a seguinte redação:

“Artigo 7º – A exigência de graduação em Jornalismo e de registro do respectivo diploma nos órgãos competentes para o exercício da atividade profissional, em atendimento ao disposto no inciso XIII do artigo 5º, não constitui restrição às liberdades de pensamento e de informação jornalística de que trata este artigo.”

Para evitar novas interpretações semelhantes à do Supremo, Hugo Leal incluiu na PEC uma referência expressa ao inciso XIII do artigo 5° da Constituição Federal. Esse dispositivo determina que é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. “Queremos deixar claro que o jornalismo é uma profissão que exige qualificação e isso não impede a liberdade de informação e de imprensa”, ressaltou.

“Ganhamos uma batalha importante, mas a guerra ainda não terminou”, disse o presidente da FENAJ, Sérgio Murillo de Andrade, que acompanhou a sessão da Comissão. Segundo ele, a Federação e os Sindicatos irão fazer gestões junto aos líderes de bancadas para que o substitutivo do deputado Hugo Leal seja incluído na pauta do esforço concentrado da Câmara.

Esforço concentrado também no Senado
O Senado realizará seis dias de esforço concentrado para votação de matérias antes das eleições de 3 de outubro. O primeiro período de votação será entre 3 e 5 de agosto, e o segundo, entre 31 de agosto e 2 de setembro. Antes das sessões, o presidente do Senado, José Sarney, pretende se reunir com os líderes partidários para definir a pauta de votações.

A PEC 33/09, do senador Antônio Carlos Valadares, havia sido colocada entre as matérias prioritárias antes do recesso parlamentar. A FENAJ e a coordenação da campanha em defesa do Diploma já anunciaram que prosseguirão desenvolvendo amplo movimento para assegurar a votação da matéria.

Fonte: Fenaj

Charge

Publicação: A Gazeta/ ES

Peugeot 508

Lançamento no Brasil está previsto para o início de 2011.

Dunga envia carta ao presidente da CBF

Por Elizânio Silva

Após ter sido demitido por telefone da Seleção Brasileira de Futebol, o ex-técnico Dunga enviou uma carta de agradecimento ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira e agradeceu pela forma como foi tratado ao longo dos últimos quatro anos.

Veja a íntegra da carta:

Estimado Senhor Presidente,

Respeitosamente, dirijo-me a Vossa Senhoria, primeiro, para renovar os meus agradecimentos pela confiança, respaldo e autonomia concedida, o que, sem dúvida, permitiu-me que, ao longo destes quase 04 (quatro) anos de serviços prestados a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, efetivamente, em conjunto com os demais membros da Comissão Técnica e atletas, eu pudesse desempenhar na plenitude as atribuições e funções inerentes ao cargo de treinador da Seleção Brasileira de Futebol.

Lamentavelmente, a conquista da Copa do Mundo de 2010 não foi alcançada, mas saiba Vossa Senhoria que, da minha parte, do meu leal assistente-técnico Jorginho, de todos os demais profissionais, competentes e dedicados, membros da comissão técnica e do departamento de futebol da seleção, sem exceção, e principalmente dos incansáveis e valorosos quase 90 atletas, por mim, ao longo de todo o período da preparação, convocados, em especial dos 23 que, sob o meu comando, participaram da campanha na África do Sul, não faltou empenho, doação, trabalho, dedicação e comprometimento na busca do citado feito, em sintonia com os objetivos previamente traçados por Vossa Senhoria.

Evidentemente, desde o início, por ocasião da minha contratação, não estava, e nem poderia estar, assegurado à conquista do hexa-campeonato, a uma, pelo desafio, e, a duas, pela complexidade da missão. Este, se possível, era o objetivo final, por mim e por todos os membros da comissão técnica, a ser alcançado. Com dignidade, coragem, patriotismo respeito, paixão, transparência e, principalmente, obediência às suas determinações, todos, sem distinção, trabalharam para tal desiderato. Neste sentido, com certeza, os erros do passado foram corrigidos. Em relação a 2006, renovamos o elenco da Seleção Brasileira de Futebol, voltamos a ter respeito no cenário mundial e, fundamentalmente, a respeitar a Seleção Brasileira de Futebol e, por extensão, a própria Confederação Brasileira de Futebol – CBF, as recentes pesquisas de opinião pública, os resultados obtidos pelos patrocinadores e, notadamente, as conquistas alcançadas dentro do campo, indiscutivelmente, comprovam tal afirmação. No período, sob o meu comando, a Seleção Brasileira de Futebol quebrou diversos tabus, alguns deles, permita relembrar, há vários anos, não superados por ocasião da realização da primeira fase da Copa do Mundo, isto te, das eliminatórias sul-americanas.

Agora, como sempre foi à postura por mim adotada, incontinenti, resta-me acatar à sua decisão, pois, certa ou não, a mim não cabe questioná-la, na medida em que essa é a prática, de longa data, adotada no futebol, de todos conhecido, considerando que a vida segue, os compromissos são muitos e os interesses variados e complexos. Neste sentido, oferecendo ao Senhor a tranqüilidade que se faz necessária, espero e confio estar contribuindo para que Vossa Senhoria possa iniciar as suas novas estratégias, visando à preparação da Seleção Brasileira de Futebol para disputar e, se possível, vencer a Copa do Mundo de 2014, que será realizada em nosso País.

Limitado ao exposto, renovo os meus sinceros votos de estima, respeito e consideração, e aproveitando o ensejo para, mais uma vez, agradecer a Vossa Senhoria a confiança e o apoio a mim dispensado, desejando pleno sucesso à frente da nossa Seleção Brasileira de Futebol.