Archive for the 'Política' Category

Metade de patrimônio declarado por novos congressistas está na mão de apenas dez parlamentares, diz site

Da Agência O Globo

RIO – Os 567 parlamentares empossados nesta terça-feira na Câmara e no Senado declararam à Justiça Eleitoral ter um patrimônio total de R$ 1,6 bilhão. Do montante, R$ 792 milhões estão em nome de apenas uma dezena de congressistas. Ou seja: metade de todo o patrimônio declarado pelos deputados e senadores está nas mãos de apenas 2% dos eleitos em outubro para as duas Casas. ( Qual deve ser a prioridade do novo Congresso? Vote )

O site Congresso em Foco com base em informações prestadas pelos então candidatos à Justiça eleitoral. Cada parlamentar declarou possuir, em média, R$ 2,9 milhões em imóveis, empresas, fazendas, veículos, objetos de arte, dinheiro em espécie e aplicações financeiras, entre outros bens.

Alagoas, estado com pior índice de desenvolvimento humano (IDH) e com uma das menores rendas per capita do país, tem como representante o homem mais rico do Congresso: o deputado João Lyra (PTB-AL), que tem uma fortuna declarada de R$ 240,39 milhões.

Lyra é dono de um império que reúne mais de dez grandes empresas no estado – incluindo usinas sucroalcooleiras, fábrica de fertilizantes, empresas de táxi aéreo, de comunicação e concessionária de veículos.

O senador Blairo Maggi (PR-MT) fica em segundo lugar na lista, com um patrimônio de R$ 152,470 milhões. Ex-governador de Mato Grosso, o parlamentar é proprietário do Grupo Amaggi, um dos maiores exportadores de soja do Brasil. Chegou a ser considerado o maior produtor individual do produto no mundo, responsável por 5% da produção anual do grão brasileiro.

O terceiro mais rico também tem fortes ligações com o agronegócio. Reeleito para o segundo mandato consecutivo, o deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR) informou ter R$ 95,7 milhões em bens. Mais da metade da riqueza do paranaense tem como origem cotas da Diplomata Industrial e Comercial, uma das maiores produtoras de aves para abate do país.

Confira a lista dos dez mais ricos, segundo dados do Congresso em Foco:

1 – Deputado João Lyra (PTB-AL) – R$ 240.395.155,75

2 – Senador Blairo Maggi (PR-MT) – R$ 152.470.034,00

3 – Deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR) – R$ 95.728.260,00

4 – Deputado Newton Cardoso (PMDB-MG) – R$ 77.956.890,08

5 – Deputado Sandro Mabel (PR-GO) – R$ 70.992.163,06

6 – Deputado Paulo Maluf (PP-SP) – R$ 39.480.780,96

7 – Senador Eunício (PMDB-CE) – R$ 36.737.673,19

8- Deputado Reinaldo Azambuja (PSDB-MS) – R$ 31.907.723,00

9 – Senador Ivo Cassol (PP-RO) – R$ 29.874.832,00

10 – Senador Eduardo Braga (PMDB-AM) – R$ 16.487.003,64

 

Anúncios

Alckmin confirma Emanuel Fernandes no Planejamento e Calabi na Fazenda

DANIELA LIMA
DE SÃO PAULO

O governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), confirmou nesta segunda-feira a indicação de mais três nomes para seu secretariado.

Conforme a Folha antecipou, o deputado federal Emanuel Fernandes (PSDB-SP) irá assumir a Secretaria de Planejamento. Já a Secretaria de Fazenda será comandada pelo economista Andrea Calabi.

Alckmin também anunciou Elival da Silva Ramos à frente da Procuradoria-Geral do Estado.

O governador eleito ainda não definiu nomes para pastas chaves, como Educação e Segurança. Alckmin disse, no entanto, que não terá pressa. “Ela é inimiga da perfeição”, afirmou.

Há, porém, expectativa de que na sexta-feira o tucano anuncie mais nomes.

Do site da FolhaOnline

Goldman confirma anúncio de Emanuel Fernandes no Planejamento e Calabi na Fazenda

Catia Seabra de São Paulo

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, foi informado por emissários do governador eleito, Geraldo Alckmin (PSDB), sobre a escolha dos futuros secretários de Fazenda e Planejamento. A informação foi antecipada pelo “Painel” da Folha nesta segunda-feira.

Segundo Goldman, Emanuel Fernandes será anunciado hoje para a Secretaria de Planejamento ao lado de Andrea Calabi, que ocupará a Fazenda. Ex-prefeito de São José dos Campos, Fernandes foi titular da Habitação entre 2005 e 2006. Ele se reunirá às 15h com Alckmin na sede da transição.

“São dois bons nomes”, elogiou Goldman.

Calabi confirmou à Folha ter sido escolhido para o cargo. O economista, que ocupou a pasta do Planejamento na gestão anterior do tucano em São Paulo, foi também presidente do BNDES e do Banco do Brasil no governo de Fernando Henrique Cardoso.

Também deve ser anunciado hoje o nome de Elival da Silva Ramos para a Procuradoria-Geral do Estado.

Com isso, chegarão a dez os nomes já formalizados para o primeiro escalão paulista. Os outros sete são Giovanni Cerri (Saúde), Linamara Battistela (Pessoa com Deficiência), Admir Gervásio (Casa Militar), Sidney Beraldo (Casa Civil), Saulo de Castro Abreu Filho (Transportes), Jurandir Fernandes (Transportes Metropolitanos) e Guilherme Afif Domingos (Desenvolvimento).

Do Site da FolhaOnline

Alckmin nomeia coordenador de campanha para chefiar a Casa Civil em SP

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Em anúncio feito na tarde desta terça-feira (16), o governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), nomeou quatro secretários que irão participar de sua administração no Palácio dos Bandeirantes a partir de janeiro do ano que vem.

O tucano escolheu Sidney Beraldo, coordenador de sua campanha e chefe da equipe de transição, para ocupar a Casa Civil, posto estratégico que faz a ponte entre o Executivo e o Legislativo paulista.

Beraldo, antigo conhecido do governador eleito, foi secretário de Gestão Pública na gestão José Serra e já ocupou a presidência da Assembleia Legislativa de São Paulo (03/2003-03/2005), quando teve bom relacionamento com Alckmin, governador na época.

Para a Saúde, Alckmin nomeou Giovanni Guido Cerri, atual diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). A decisão põe fim ao mistério em torno do futuro comandante da pasta que gerencia a rede ambulatorial e hospitalar no Estado.

Com a morte de Luiz Roberto Barradas Barata, médico sanitarista que chefiou a Secretaria de Saúde de 2003 até seu falecimento, em julho deste ano, Alckmin ficou sem um herdeiro para o cargo. O outro cotado para o posto era David Uip, diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas.

O tucano ainda anunciou que a atual secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, seguirá no cargo. Ela é  é médica fisiatra e professora da Faculdade de Medicina da USP e coordenadora do Grupo de Trabalho do Comitê de Humanização do Hospital das Clínicas de São Paulo.

O quarto nome divulgado hoje é do novo titular da Casa Militar. O posto ficará com o coronel Admir Gervásio, que será responsável também pela Defesa Civil. Atual corregedor da Polícia Militar – nomeado para conter suspeitas de conivência da corporação com policiais infratores – Gervásio chega ao cargo com um espírito moralizador.

“Sem pressa”

O governador eleito afirmou não ter pressa para divulgar os nomes dos próximos secretários. De acordo com Alckmin, os anúncios devem começar a ser feitos no final deste mês. “Não tem correria. Fim de novembro, começo de dezembro, vamos começar a ouvir os partidos e anunciar outros nomes. Hoje, por exemplo, recebemos um cojunto de sugestões do PPS”, afirmou o tucano.

Alckmin afirmou ainda que uma possível fusão entre os partidos aliados do PSDB no Estado (PPS, DEM e PMDB) não influenciará na distribuição das pastas.

No anúncio, o tucano confirmou que irá criar a Secretária de Gestão e Desenvolvimento Metropolitano e sinalizou que também extinguirá algumas pastas.

A expectativa é que o governador extingua a Secretaria do Ensino Superior –pasta que perdeu força após Serra alterar, em 2007, os decretos que subordinavam as universidades estaduais ao Executivo– e transforme a Secretaria de Comunicação em assessoria da Casa Civil.

“Serão poucas alterações. O Serra tem uma ótima equipe. Faremos um trabalho de continuidade”, disse Alckmin.

O futuro secretário-chefe da Casa Civil continuará sendo o braço direito de Alckmin na articulação política para a composição do novo governo. Questionado sobre a participação do candidato derrotado José Serra, Beraldo disse que o ex-governador é um “grande homem” e que seria fundamental tê-lo na próxima gestão.

Secretarias polêmicas

O governador eleito evitou falar sobre a nomeação de secretários de pastas polêmicas, como Educação, Segurança Pública, Transportes e Transportes Metropolitanos.

A pasta mais espinhosa é a de Segurança Pública, na qual Alckmin enfrenta o dilema de manter o atual secretário, Antonio Ferreira Pinto, ou indicar outro nome. À imprensa, o secretário afirmou recentemente que há um lobby para que ele deixe a pasta por estar investigando e punindo policiais com mais rigor.

A escolha de Ferreira Pinto poderia indicar que Alckmin acabou influenciado pelo noticiário. A indicação de outro nome, no entanto, poderia sugerir que o governador eleito cedeu ao lobby contra o atual secretário.

Para a Secretaria de Educação, setores do PSDB defendem a continuidade de Paulo Renato, figura de peso dentro do partido. Outros aliados de Alckmin defendem a nomeação do deputado estadual Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), o segundo mais votado nas eleições.

No entanto, Barbosa foi secretário-adjunto de Gabriel Chalita (PSB), enquanto este foi secretário da Educação. Atualmente, Chalita é aliado da presidente eleita Dilma Rousseff e cogitado para ocupar o MInistério da Educação, o que dificulta a escolha de Barbosa para a secretaria.

Eleições 2010

Por Elizânio Silva

Passadas as votações do dia 03 de outubro, mais uma vez o Vale do Paraíba ficou com uma baixa representação na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. A região elegeu apenas dois deputados federais, Emanuel Fernandes (PSDB) e Carlinhos Almeida (PT). Embora tenham atuação política no Vale, Salvador Zilmbaldi (PDT), com domicílio eleitoral em São José e Gabriel Chalita (PSB), com forte base em Cachoeira Paulista, não podem ser considerados eleitos pela região, vieram aqui apenas buscar votos.

Algo que já se tornou comum em eleições gerais são as belas votações em candidatos forasteiros que desconhecem a realidade das nossas cidades. São candidatos com o único objetivo de conquistar votações expressivas e como de praxe, somem esquecendo o compromisso assumido através dos votos recebidos.

Para a Assembleia Legislativa o desempenho foi um pouco melhor, embora ainda muito pequeno. Foram eleitos três representantes para o parlamento paulista Hélio Nishimoto (PSDB), Marco Aurélio de Souza (PT) e o padre Afonso Lobato (PV), o verde reeleito com quase 90 mil votos para cumprir o terceiro mandato consecutivo, se credenciando a disputar o Palácio do Bom Conselho em 2012.

O que acontece com no Vale do Paraíba é a falta do bairrismo político nessas ocasiões. O eleitor valeparaibano precisa se conscientizar da necessidade de termos representação forte e expressiva, tanto no Congresso Nacional quanto na Assembleia Legislativa, pois essa forte representatividade vai se refletir em maiores investimentos nas cidades do Vale.

Já a eleição presidencial ainda não está definida e nós eleitores, vamos retornar às urnas no dia 31 de outubro para eleger o próximo presidente. Segundo as últimas pesquisas a diferença entre Dilma Roussef (PT) e José Serra (PSDB) caiu e a disputa está ainda mais acirrada, em alguns casos chegando ao empate técnico.

Os últimos dias de campanha do primeiro turno foram decisivos para levar a disputa ao segundo turno. A indefinição de Dilma sobre questões pontuais como o aborto, o escândalo na Casa Civil e o extraordinário desempenho de Marina Silva (PV), deram ao Brasil a chance de tirar do poder o partido dos esquemas e dos apadrinhados, que rasgou a cartilha da ética e transformou o Palácio no Planalto “na casa da corrupção”, onde tudo acontece e ninguém sabe de nada inclusive o presidente.

Deputados federais eleitos por São Paulo

TIRIRICA PR – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 1.353.820  
GABRIEL CHALITA PSB – PSL / PSB 560.022
BRUNA FURLAN PSDB – PPS / DEM / PSDB 270.661  
PAULINHO DA FORÇA PDT 267.208
JOÃO PAULO CUNHA PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 255.497  
JILMAR TATTO PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 250.467
RODRIGO GARCIA DEM – PPS / DEM / PSDB 226.073  
EMANUEL FERNANDES PSDB – PPS / DEM / PSDB 218.789
ZARATTINI PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 216.403  
LUIZA ERUNDINA PSB – PSL / PSB 214.114
OTA PSB – PSL / PSB 213.024  
MARCO FELICIANO PSC – PSC / PHS 211.855
ARLINDO CHINAGLIA PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 207.465  
ARNALDO FARIA DE SÁ PTB 192.336
IVAN VALENTE PSOL 189.014  
EDSON APARECIDO PSDB – PPS / DEM / PSDB 184.403
VALDEMAR COSTA NETO PR – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 174.826  
MÁRCIO FRANÇA PSB – PSL / PSB 172.005
JOSÉ ANIBAL PSDB – PPS / DEM / PSDB 170.957  
VAZ DE LIMA PSDB – PPS / DEM / PSDB 170.777
JORGE TADEU DEM – PPS / DEM / PSDB 164.650  
ANTONIO BULHÕES PRB – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 162.667
JONAS DONIZETTE PSB – PSL / PSB 162.144  
PR PAULO FREIRE PR – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 161.083
MISSIONÁRIO JOSÉ OLIMPIO PP 160.813  
VICENTE CANDIDO PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 160.242
MARA GABRILLI PSDB – PPS / DEM / PSDB 160.138  
FILIPPI PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 149.525
CARLOS SAMPAIO PSDB – PPS / DEM / PSDB 145.585  
JANETE PIETÁ PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 144.529
VICENTINHO PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 141.068  
ARNALDO JARDIM PPS – PPS / DEM / PSDB 140.641
RICARDO BERZOINI PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 140.525  
THAME PSDB – PPS / DEM / PSDB 139.727
JOSÉ MENTOR PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 139.691  
DIMAS RAMALHO PPS – PPS / DEM / PSDB 139.636
TRIPOLI PSDB – PPS / DEM / PSDB 134.884  
PAULO TEIXEIRA PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 134.479
CARLINHOS ALMEIDA PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 134.190  
ALDO REBELO PC do B – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 132.109
VACCAREZZA PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 131.685  
MILTON MONTI PR – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 131.654
LUIZ FERNANDO MACHADO PSDB – PPS / DEM / PSDB 129.620  
DEVANIR RIBEIRO PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 127.952
DUARTE NOGUEIRA PSDB – PPS / DEM / PSDB 124.737  
ELI CORREA FILHO DEM – PPS / DEM / PSDB 124.608
ROBERTO FREIRE PPS – PPS / DEM / PSDB 121.471  
NELSON MARQUEZELLI PTB 117.634
JEFFERSON CAMPOS PSB – PSL / PSB 116.317  
DIB PSDB – PPS / DEM / PSDB 113.823
JULIO SEMEGHINI PSDB – PPS / DEM / PSDB 113.333  
JUNJI ABE DEM – PPS / DEM / PSDB 113.156
ALEXANDRE LEITE DEM – PPS / DEM / PSDB 112.950  
GUILHERME CAMPOS DEM – PPS / DEM / PSDB 112.852
NEWTON LIMA NETO PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 110.207  
EDINHO ARAUJO PMDB 100.195
MARCELO AGUIAR PSC – PSC / PHS 98.842  
GUILHERME MUSSI PV 98.702
OTONIEL LIMA PRB – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 95.971  
DELEGADO PROTÓGENES PC do B – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 94.906
VANDERLEI SIRAQUE PT – PRB / PT / PR / PC do B / PT do B 93.314  
RICARDO IZAR PV 87.347
ALINE CORREA PP 78.317  
PENNA PV 78.301
ABELARDO CAMARINHA PSB – PSL / PSB 71.637  
ROBERTO DE LUCENA PV 70.611
JOÃO DADO PDT 70.486  
ROBERTO SANTIAGO PV 60.180
DR. SINVAL MALHEIROS PV 59.209  
SALVADOR ZIMBALDI PDT 42.743

Fonte: TSE

Deputados estaduais eleitos por São Paulo

BRUNO COVAS PSDB – DEM / PSDB 239.150
PAULO ALEXANDRE BARBOSA PSDB – DEM / PSDB 215.061
FERNANDO CAPEZ PSDB – DEM / PSDB 214.592
CAMPOS MACHADO PTB 214.519
PEDRO TOBIAS PSDB – DEM / PSDB 198.379
EDINHO SILVA PT – PRB / PT / PR / PT do B 184.397
BARROS MUNHOZ PSDB – DEM / PSDB 183.859
BALEIA ROSSI PMDB 176.787
RUI FALCÃO PT – PRB / PT / PR / PT do B 174.691
ENIO TATTO PT – PRB / PT / PR / PT do B 161.170
RITA PASSOS PV 154.351  
ALENCAR PT – PRB / PT / PR / PT do B 154.272
GIL ARANTES DEM – DEM / PSDB 145.128
ORLANDO MORANDO PSDB – DEM / PSDB 138.630
FELICIANO PV 137.573
ANDRE SOARES DEM – DEM / PSDB 136.919
MAJOR OLIMPIO PDT 135.409
GERALDO CRUZ PT – PRB / PT / PR / PT do B 131.206
SAMUEL MOREIRA PSDB – DEM / PSDB 130.865  
CARLOS GRANA PT – PRB / PT / PR / PT do B 126.973
ANALICE FERNANDES PSDB – DEM / PSDB 125.116  
RODRIGO MORAES PSC – PSC / PHS 124.278
CELINO PSDB – DEM / PSDB 123.667
MAURO BRAGATO PSDB – DEM / PSDB 123.283
SIMÃO PEDRO PT – PRB / PT / PR / PT do B 118.453
ANA PERUGINI PT – PRB / PT / PR / PT do B 115.342
ALEX MANENTE PPS 114.714
JOÃO PAULO RILLO PT – PRB / PT / PR / PT do B 111.822
JOÃO ANTONIO PT – PRB / PT / PR / PT do B 110.684
CARLOS BEZERRA JR. PSDB – DEM / PSDB 107.837
ROBERTO MORAIS PPS 107.145
MILTON LEITE FILHO DEM – DEM / PSDB 106.538
DONISETE BRAGA PT – PRB / PT / PR / PT do B 105.436
LUIZ MOURA PT – PRB / PT / PR / PT do B 104.705
GONDIM PPS 104.663  
EDMIR CHEDID DEM – DEM / PSDB 104.602
ESTEVAM GALVAO DEM – DEM / PSDB 101.883
CARLOS GIANNAZI PSOL 100.808
ISAC REIS PT – PRB / PT / PR / PT do B 100.638
RAFAEL SILVA PDT 97.183
VINICIUS CAMARINHA PSB 97.028
GILMACI SANTOS PRB – PRB / PT / PR / PT do B 96.976
LUIZ CLAUDIO MARCOLINO PT – PRB / PT / PR / PT do B 96.594  
ROBERTO ENGLER PSDB – DEM / PSDB 95.279
CARUSO PMDB 94.894
ANTONIO MENTOR PT – PRB / PT / PR / PT do B 94.174
CÉLIA LEÃO PSDB – DEM / PSDB 93.318
GIRIBONI PV 93.123
CELSO GIGLIO PSDB – DEM / PSDB 91.289
PASTOR DILMO DOS SANTOS PV 90.909
CORONEL EDSON FERRARINI PTB 90.466  
TELMA DE SOUZA PT – PRB / PT / PR / PT do B 90.361
GERSON BITTENCOURT PT – PRB / PT / PR / PT do B 89.920
PADRE AFONSO PV 87.674
ROGERIO NOGUEIRA PDT 86.985
ALDO DEMARCHI DEM – DEM / PSDB 86.672
ANDRE DO PRADO PR – PRB / PT / PR / PT do B 86.346
LECI BRANDÃO PC do B 86.298
MARCOS ZERBINI PSDB – DEM / PSDB 85.678
ROQUE BARBIERE PTB 84.012
JOOJI HATO PMDB 83.855
ROBERTO MASSAFERA PSDB – DEM / PSDB 81.380
HAMILTON PEREIRA PT – PRB / PT / PR / PT do B 80.963
HEROILMA SOARES TAVARES PTB 80.819
ANA DO CARMO PT – PRB / PT / PR / PT do B 80.452
MARCOS MARTINS PT – PRB / PT / PR / PT do B 80.131
ITAMAR BORGES PMDB 79.195  
REINALDO ALGUZ PV 78.964
HELIO NISHIMOTO PSDB – DEM / PSDB 78.906
ADRIANO DIOGO PT – PRB / PT / PR / PT do B 77.924
GILSON DE SOUZA DEM – DEM / PSDB 77.664
ARY FOSSEN PSDB – DEM / PSDB 76.406
SEBASTIÃO SANTOS PRB – PRB / PT / PR / PT do B 73.805  
MILTON VIEIRA DEM – DEM / PSDB 71.523
ZICO PT – PRB / PT / PR / PT do B 71.502  
CARLÃO PIGNATARI PSDB – DEM / PSDB 70.337
MARCO AURÉLIO DE SOUZA PT – PRB / PT / PR / PT do B 69.485  
CHICO SARDELLI PV 68.721
DAVI ZAIA PPS 68.658
JOSÉ CANDIDO PT – PRB / PT / PR / PT do B 68.202
MARIA LÚCIA AMARY PSDB – DEM / PSDB 67.804
PEDRO BIGARDI PC do B 67.758
PR. CARLOS CEZAR PSC – PSC / PHS 67.189  
CAUÊ MACRIS PSDB – DEM / PSDB 66.412
ADILSON ROSSI PSC – PSC / PHS 64.646  
WELSON GASPARINI PSDB – DEM / PSDB 62.679
GERALDO VINHOLI PSDB – DEM / PSDB 62.580  
JOSE BITTENCOURT PDT 58.954
ED THOMAS PSB 57.853
CURIATI PP 57.727
MARCOS NEVES PSC – PSC / PHS 54.759  
DR. ULYSSES PV 41.623
REGINA GONÇALVES PV 37.618  
BOLÇONE PSB 31.274

 

Fonte: TSE